A lenda da seda

Diz a lenda que a imperatrice Xi Ling Shi tomava um chá à sombra de um amoreira quando um casulo caiu na sua chávena. Tentando retirá-lo ela o puxou por um fio e este se desenrolou, e ela, extasiada com sua delicadeza, teve a idéia de tecê-lo. Estava assim descoberta a seda. Isto teria acontecido por volta de 2700 a.C. e o segredo de sua obtenção foi muito bem guardado pelos chineses durante milênios. A descoberta deste processo pelos outros povos também foi objeto de lendas e suposições. Por exemplo, conta a história que uma princesa chinesa ao casar-se com um príncipe da Indonésia, levou consigo ovos de bichos-da-seda e sementes de amora entre as pregas de seu véu. E a passagem para o Ocidente? Neste caso, teriam sido dois monges espiões que foram enviados pelo imperador bizantino Justiniano para descobrir o segredo e trouxeram os ovos de bicho da seda escondidos na parte oca de suas bengalas de bambu.

Fonte: Jardin Ephemere

Anúncios

Escamas e Garras

Os dragões da tradição oriental possuem 117 escamas, 81 de polaridade yang e 36 de polaridade yin; isso determina seu caráter;
Além disso, o número de garras é determinante das tradições de onde eles são oriundos: dragões com cinco garras são chineses, com quatro são coreanos ou indonésios e com três, japoneses.
Os dragões de cinco garras simbolizam o poder e, na China, recebem o nome de dragões imperiais .
Há séculos, inclusive, um decreto imperial proibia qualquer pessoa, à exceção do imperador, de utilizar túnicas com a representação do dragão de cinco garras. Os faltosos poderiam ser condenados à morte.

A pérola

Normalmente os dragões chineses são representados com uma pérola junto à boca, entre as garras ou sob o queixo.

Aparentemente, a pérola é o elemento que lhe dá força, permitindo que eles subam aos céus.

Há quem afirme que, simbolicamente, o dragão representa o elemento masculino yang e a pérola, o feminino yin.

Peixe-dragão

Alguns dragões teriam nascido como carpas; como esses peixes saltam com extrema habilidade pelas corredeiras dos rios, acredita-se que alguns deles se transformem em peixes-dragão.

Há, inclusive, um ditado chinês para indicar” o sucesso de uma empresa que fala de peixes e dragões: “A carpa atravessou o portal do dragão.

Os nove filhos do dragão

Segundo uma antiga lenda chinesa, o dragão possui 9 filhos com características muito especiais. São eles:

  •  Haoxian, um dragão imprudente;
  • Yazi, valente e belicoso (normalmente é usado na decoração das bainhas de espadas e punhais);
  •  Chiwen, que está sempre olhando para o horizonte (pode decorar pináculos);
  • Pulao, que gosta de rugir (aparece em representações de sinos);
  • Bixi, que gosta da companhia de outros seres;
  • Quiniu, que gosta de música e é normalmente representado em instrumentos de cordas;
  • Suanmi, que gosta de fumaça e fogo e é representado em queimadores de incenso; e
  • Jiaotu, que vive enrolado como um caracol e pode ser utilizado na decoração de portas.

Tipos de dragões

Há quatro tipos principais de dragões:

  • Tien-lung, o dragão celestial, que protege os deuses;
  • Shen-lung, o dragão espiritual, responsável pelas chuvas e ventos;
  • Ti-lung, o dragão da terra, que controla os rios e as águas na Terra; e
  • Futs-lung, o dragão dos subterrâneos, que guarda metais e pedras preciosos.

Além disso, há quatro dragões ligados aos rios, conforme a região (norte, sul, leste e oeste). O comandante dos dragões que controlam os rios é o grande Chien-Tang, que possui sangue vermelho, uma juba de fogo e 900 pés de comprimento.

A dieta do Dragão

A dieta do Dragão – Dragões são famintos por alimentos como bambu, leite, nata, carne de andorinha e arsênico (!).

Normalmente não costumam devorar pessoas; ainda assim, a tradição diz ser arriscado andar de barco depois de ter comido carne de andorinhas. Guiados pelo cheiro, eles seriam capazes de engolir uma pessoa inteira!

Outro fato interessante: segundo a tradição, em 1611 a.C. o
imperador da China nomeou o primeiro tratador de dragões do reino , encarregado de deixar alimentos em lagoas sagradas. O cargo gozou de enorme prestígio por séculos.

Fonte: china.com