Oito imortais (Ba- Xian)

Os oito imortais da mitologia chinesa/taoista, são consideradas grandes divindades, são símbolos da boa fortuna na China, eles representam 8 condições diferentes da vida:

  • I- Juventude;
  • II-Velhice;
  • III-Riqueza;
  • IV-Pobreza;
  • V-Nobreza;
  • VI-A População;
  • VII-Feminilidade;
  • VIII-Masculinidade.

As descrições mais recentes são da Tang Dinasty, mas é quase certo que tal grupo não tenha existido antes da dinastia Ming.

Anúncios

Animais sagrados – Feng Shui

Na antiga China, quando o mestre de Feng Shui escolhia o local onde iria construir uma casa, um dos pontos que era levado em consideração era o relevo que ficava em volta do terreno. O local escolhido para a futura moradia deveria ter uma série de características para a casa e seus moradores como: proteção, segurança e sorte e estavam representadas no relevo que circundava a casa. Estas caracaterísticas estão simbolizadas no Feng Shui como “Os animais sagrados do Feng Shui.” São eles: a fênix , a tartaruga, o dragão, tigre e a serpente.

A serpente
É a própria casa, a moradia, o lar. Ela deve ficar posicionada no centro do terreno. Viva, segura e atenta. A serpente representa a energia Chi que se movimenta e enertgiza os ambientes.

A fênix
O pássaro fênix pode estar localizada na frente da casa, na frente do terreno ou porta ou portão da frente de entrada. É deste ponto da casa que olhamos o horizontes, as oportunidades e sonhamos. É por este ponto do terreno ou casa que a energia Chi entra. A fênix representa a nossa capacidade de visão. Se a frente da casa estiver obstruída por qualquer motivo, a casa estará simbolicamente cega. Não temos mais visão de nossos horizontes, sonhos e metas.

A tartaruga
A tartaruga ou casco da tartaruga, está localizado nas costas do terreno ou casa. O casco da tartaruga representa proteção e segurança que necessitamos ter na retaguarda para nos sertirmos protegidos, ter mais estabilidade e mais força. Simboliza autoridade, poder e administração. Ela protege o ponto mais vunerável de nossa casa. Pode ser representada por uma montanha alta nos fundos da casa ou uma construção mais alta no fundo do terreno.

O dragão
Este animal está localizado a esquerda da casa. Pode representar conhecimento, sabedoria e criatividade. Simboliza a energia sútil, celestial e divina, a mente sensata e sabedoria. Simboliza também expansão e crescimento. Pode ser representada por uma montanha alta à esquerda-esquerda. No lugar da montanha, podemos ter árvores altas ou uma casa ou prédio vizinho.

O tigre
Este animal sagrado está localizado à direita da casa ou terreno. Pode representar a força física, a energia de ação, o instinto de preservação, a caça e o sustento material (dinheiro). Simboliza também a receptividade e a doçura. Externamente, iremos ter uma montanha mais baixa que a do dragão. No lugar da montanha podemos ter em nossas casa árvores baixas ou vasos de plantas.

Cuide bem de seus animais sagrados. Esta técnica pode ser aplicada em um ambiente interno para melhorar a nossa energia de trabalho ou moradia. Caso tenho dúvidas de Feng Shui, entre em contato pelo Consultório de Feng Shui.

Pêra em formato de Buda

Pera em formato de Buda
Pera em formato de Buda

Peras em formato de Buda são vistas em um pomar no condado de Weixian, na China. Cada unidade é vendida por 50 iuanes, ou US$ 7,32. Hao Xianzhang, agricultor local, levou seis anos para aperfeiçoar o processo de produção, segundo a imprensa local.

Fonte: G1

Casamentos e superstições marcam dia 09/09/09 no mundo

Casamento

A mobilização em torno da data é grande também na Ásia, onde as pessoas prestam grande atenção à simbologia dos números. China e Japão veem o nove com significados contraditórios.

Recém-casados de etnia chinesa na Malásia posam para foto em frente ao templo de Thean Hou após a cerimônia de casamento coletivo com 200 casais.

A China vê o oito como um símbolo de riqueza e sorte – não por acaso, a Olimpíada de Pequim começou em 08/08/08, às 8h da noite. Mas o nove também é auspicioso, já que soa como “duradouro”.

Historicamente, o nove é associado ao imperador da China, e as vestes imperiais costumavam ter nove dragões. As dinastias que comandavam o país acreditavam tanto no poder desse número que, segundo consta, a Cidade Proibida, em Pequim, foi construída com 9.999 cômodos.

No Japão, por outro lado, a palavra soa como “agonia” ou “tortura”, e em termos de impopularidade só perde para o quatro, que soa como “morte”.

Alguns hospitais japoneses não têm quartos ou andares com esses números, e a companhia aérea All Nippon Airways omite as fileiras 4, 9 e 13 dos seus aviões, segundo sites de viagem.

Fonte: G1