A lenda da seda

Diz a lenda que a imperatrice Xi Ling Shi tomava um chá à sombra de um amoreira quando um casulo caiu na sua chávena. Tentando retirá-lo ela o puxou por um fio e este se desenrolou, e ela, extasiada com sua delicadeza, teve a idéia de tecê-lo. Estava assim descoberta a seda. Isto teria acontecido por volta de 2700 a.C. e o segredo de sua obtenção foi muito bem guardado pelos chineses durante milênios. A descoberta deste processo pelos outros povos também foi objeto de lendas e suposições. Por exemplo, conta a história que uma princesa chinesa ao casar-se com um príncipe da Indonésia, levou consigo ovos de bichos-da-seda e sementes de amora entre as pregas de seu véu. E a passagem para o Ocidente? Neste caso, teriam sido dois monges espiões que foram enviados pelo imperador bizantino Justiniano para descobrir o segredo e trouxeram os ovos de bicho da seda escondidos na parte oca de suas bengalas de bambu.

Fonte: Jardin Ephemere

Anúncios

Um comentário em “A lenda da seda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s