A alma boa de Setsuan

Como ser bom e ao mesmo tempo sobreviver no mundo competitivo em que vivemos? Essa é a questão levantada pelo dramaturgo alemão Bertolt Brecht na peça A Alma Boa De Setsuan. Escrita em 1941, a parábola fala como é difícil ser cruel, ainda que a bondade e a generosidade sejam o estado natural do homem.

Ambientada na China, a história fala sobre Três Deuses que descem a Terra à procura de pelo menos uma alma boa. Eles encontram a prostituta Chen Tê, que lhes dá guarita por uma noite. Na manhã seguinte, concluem ser ela a alma boa que tanto procuravam e resolvem lhe pagar pela hospedagem. O dinheiro é suficiente para Chen Tê abrir uma tabacaria e mudar de vida.

Dona de seu próprio negócio, Chen Tê começa a ver os miseráveis da cidade abusarem de sua imensa generosidade. Sem conseguir dizer não, resolve vestir a máscara do mau. Traveste-se de uma figura masculina, seu primo Chui Ta, que teria vindo de longe para temporariamente tomar conta de seu negócio e poder dizer não a quem a absorve.

Informações:

A alma boa de Setsuan

Local: Tuca – Rua Monte Alegre, 1024 – Perdizes
Tel: 11 3670-8453
Preço(s): R$ 20,00 (sexta) e R$ 30,00 (sábado e domingo).
Data(s): Até 30 de maio de 2010.
Horário(s): Sexta e sábado, 21h30; domingo, 19h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s