Kanzashi

Você sabe o que é Kanzashi?
Kanzashi é um enfeite tradicional japonês de cabelo. Desde grampos e fivelas até sofisticadas grinaldas, existem Kanzashis dos mais simples aos mais elaborados.
Muito usado pelas geishas e maikos (aprendizes de geishas), existem Kanzashis diferentes para cada mês do ano e até mesmo um especial para o ano novo.

O Kanzashi costuma ser feito pelas mesmas artesãs que costuram kimonos e, como os kimonos, podem ser encontrados em modelos tradicionais ou mais modernos.
O Hana kanzashi é um kanzashi muito usado pelas maikos e são caracterizados pelo cachinho de flores feitas delicadamente de seda.

Claro que pra aprender a fazer um kanzashi precisa de anos de dedicação e orientação, mas com um pouquinho de paciência e uma ajudinha da internet, dá pra correr o risco, né?

Texto do blog “Comofaz

Anúncios

A lenda da seda

Diz a lenda que a imperatrice Xi Ling Shi tomava um chá à sombra de um amoreira quando um casulo caiu na sua chávena. Tentando retirá-lo ela o puxou por um fio e este se desenrolou, e ela, extasiada com sua delicadeza, teve a idéia de tecê-lo. Estava assim descoberta a seda. Isto teria acontecido por volta de 2700 a.C. e o segredo de sua obtenção foi muito bem guardado pelos chineses durante milênios. A descoberta deste processo pelos outros povos também foi objeto de lendas e suposições. Por exemplo, conta a história que uma princesa chinesa ao casar-se com um príncipe da Indonésia, levou consigo ovos de bichos-da-seda e sementes de amora entre as pregas de seu véu. E a passagem para o Ocidente? Neste caso, teriam sido dois monges espiões que foram enviados pelo imperador bizantino Justiniano para descobrir o segredo e trouxeram os ovos de bicho da seda escondidos na parte oca de suas bengalas de bambu.

Fonte: Jardin Ephemere

A alma boa de Setsuan

Como ser bom e ao mesmo tempo sobreviver no mundo competitivo em que vivemos? Essa é a questão levantada pelo dramaturgo alemão Bertolt Brecht na peça A Alma Boa De Setsuan. Escrita em 1941, a parábola fala como é difícil ser cruel, ainda que a bondade e a generosidade sejam o estado natural do homem.

Ambientada na China, a história fala sobre Três Deuses que descem a Terra à procura de pelo menos uma alma boa. Eles encontram a prostituta Chen Tê, que lhes dá guarita por uma noite. Na manhã seguinte, concluem ser ela a alma boa que tanto procuravam e resolvem lhe pagar pela hospedagem. O dinheiro é suficiente para Chen Tê abrir uma tabacaria e mudar de vida.

Dona de seu próprio negócio, Chen Tê começa a ver os miseráveis da cidade abusarem de sua imensa generosidade. Sem conseguir dizer não, resolve vestir a máscara do mau. Traveste-se de uma figura masculina, seu primo Chui Ta, que teria vindo de longe para temporariamente tomar conta de seu negócio e poder dizer não a quem a absorve.

Informações:

A alma boa de Setsuan

Local: Tuca – Rua Monte Alegre, 1024 – Perdizes
Tel: 11 3670-8453
Preço(s): R$ 20,00 (sexta) e R$ 30,00 (sábado e domingo).
Data(s): Até 30 de maio de 2010.
Horário(s): Sexta e sábado, 21h30; domingo, 19h.