Princesa Japonesa

Se eu pudesse alcançar o sol nascente com minhas mãos de amor carente, eu chegaria até seu coração, na clareza da tua alma que diz que você é o sol iluminado do oriente, acredito minha princesa, que assim como o Deus Ebiso, você não se entrega tão fácil ao amor, mas ensina a amar, eu seria capaz antes mesmo da cerimônia do Joya no kane, de tocar o sino cento e oito vezes todos os dias, até minha voz ser levada até sua essência, eu seria capaz de dançar até o sol nascer , meu Odori apaixonado, pois assim como o Budismo iluminou o Japão, iluminarei seu dia, minha princesa, assim como a filosofia de Confúcio que quando chegou, filosofou para as estrelas japonesas, declamarei mil poemas de amor, e deixarei meu Tanka, gravado em seu coração. Minha bela, eu não sou um samurai, talvez eu seja um simples Ronin, apaixonado de amor sem fim, que vive para te proteger com sua Katana, na qual e usada somente para cortar as flores mais belas, para seu Ikebana, sei que teus olhos negros escondem duas perolas do amor, na qual um dia irei encontrar, lutarei e vencerei para chegar até você, e te conquistar, te entregarei meu amor com a mais pura certeza, que você é minha amada, minha princesa japonesa.

– Sandro Kretus in “O príncipe de Tartária”

http://recantodasletras.uol.com.br/e-livros/1066234

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s