Horóscopo Chinês

O Horóscopo Chinês é dividido também em doze signos, representando doze tipos diferentes de seres humanos. O enquadramento de cada nativo é feito pelo ano de nascimento, que se repete a cada período de doze anos, enquanto que, a cada dois anos, as características gerais são alteradas em função da mudança do Elemento que rege os signos. Além disso, cada período de duas horas é governado por um dos signos, o que acrescenta mais algumas características específicas.

Assim, ao se analisar uma pessoa através do Horóscopo Chinês, é preciso que se verifique os seguintes aspectos:
a) Características positivas e negativas do signo, que são doze, conforme a data de nascimento;
b) Características acrescentadas pelo elemento, em grupo de cinco, que são: Metal, Água, Madeira, Fogo e Terra;
c) Características adicionais do signo regente na hora do nascimento, num total de doze períodos diários de duas horas cada um.

Por outro lado, ao se analisar a maneira como o Horóscopo Chinês é elaborado, percebe-se que sempre há uma atenção especial à questão das oposições. Se um signo é extrovertido, o seguinte é introvertido. Se um é econômico, o outro é esbanjador, tudo colocado numa seqüência, para que os dois comportamentos divergentes seja evidenciados. Da mesma forma, ao analisar as pessoas de cada um dos signos, se verá que cada uma é observada sob seus aspectos positivos em oposição aos seus aspectos negativos.

Os chineses sempre entenderam que duas forças governam o mundo: a positiva e a negativa. Se imaginarmos uma instalação elétrica, esse conceito fica bem entendido, pois nada funciona se ligado a apenas um dos fios. É preciso que os dois sejam ligados ao mesmo tempo, que coexistam, para que exista harmonia e fluxo constante de energia criadora. A isso eles dão o nome de Yang, que é o princípio masculino ou positivo, e Yin, que é o princípio feminino ou negativo. E preciso que se entenda que a palavra negativo não tem aqui uma conotação de coisa ruim ou má, mas apenas da oposição que complementa. Como o masculino sem o feminino nada gera, assim também o escuro não existe sem o claro, para evidenciá-lo.

Num ano marcado pelo materialismo, por exemplo, não há espaço para extremismos. Quem quiser fazer predominar a espiritualidade vai esbarrar nas dificuldades práticas da vida. Da mesma formo que quem desejar pautar sua vida pelo materialismo, certamente caíra no vazio da desarmonia. Essa é a lição do Yang e do Yin.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s